Notícias

NOTA OFICIAL DO GRUPO ARCO-IRIS SOBRE A PARADA DO ORGULHO LGBT RIO 2017

NOTA OFICIAL DO GRUPO ARCO-IRIS

O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT há 21 anos criou e organiza a Parada do Orgulho LGBT Rio. A Parada é um ato cívico da sociedade civil e seu objetivo, além da visibilidade da população LGBT, foi criar um diálogo com o estado e academia na luta por garantias de direitos a essa população.

A Parada do Orgulho Rio tem tido um papel fundamental na criação de ações afirmativas de políticas públicas. Podemos citar, entre tantas outras iniciativas, pesquisas importantes com a UERJ e a organização de dados fundametais para tomadas de novas metodologias para o tratamentos e prevenção de DSTs.

Atualmente, o Grupo Arco-Íris mobiliza mais de dez instituições entre governo, ONGs e universidades para participarem da Parada do Orgulho LGBT Rio, que atuam oferecendo serviços e reforçando o diálogo entre comunidade e a sociedade.

Foi justamente a partir de reivindicações da Parada que chegamos a um dos melhores programas de cidadania para população LGBT do país – o programa RIO SEM HOMOFOBIA.

Portanto o Grupo Arco-Íris, reconhecida como a maior ONG representativa da população LGBT no estado, com ações em várias áreas sociais, desconsidera a possibilidade de participar de qualquer licitação para produzir aquilo que é uma legítima manifestação da sociedade civil e durante anos foi realizada por nós.

A Prefeitura do Rio, dentro das suas atribuições, não pode, em nenhum momento,  decidir e manipular as ações da sociedade civil em relação à organização da Parada do Orgulho LGBT Rio. Apesar da Prefeitura nos tratar apenas como “um evento”, o fato é que a execução da Parada do Orgulho LGBT Rio tem uma diversidade de atividades, reivindicações e bandeira de luta que o poder público não pode jamais se apoderar – somente a sociedade civil pode dar conta dessas demandas.

Organizamos a Parada do Orgulho LGBT Rio com apoio de dezenas de voluntários/militantes e desenvolvemos campanhas de interesse coletivo – sempre na ótica dos interesses do momento em relação à política pública. Então, como pode a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro decidir quem organiza uma atividade de mobilização social como essa?  Não soa “estranho” a Prefeitura querer pautar aquilo que a sociedade civil vai revendicar a ela própria? Portanto, a nota publicada na coluna Gente Boa no sábado, 29 de abril, sob o título “A Parada é a seguinte” traz uma informação tremendamente descabida.

Afirmamos que o Grupo Arco-Íris não recuará um milímetro e irá organizar a Parada do Orgulho LGBT Rio em 2017,  independente dos apoios governamentais e cumprindo todas as exigências determinadas pelos órgãos competentes.