Público se emociona em noite do Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos

O Teatro João Caetano recebeu na noite de ontem (12) o público LGBT para a premiação que destaca os melhores do ano em ações para lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis. Entre os 20 ganhadores do 10º Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos, estavam a secretária de Cultura Adriana Rattes, o autor da novela Amor e Revolução (exibida pelo SBT) Tiago Santiago, a revista TRIP.

Para o presidente do Grupo Arco-Íris (GAI), Julio Moreira, 2011 foi um ano de muitas vitórias para a comunidade “foi um ano de muitas emoções, conquistamos o direito a união civil, foram implantados o Programa Estadual Rio Sem Homofobia e a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS) da Prefeitura, tivemos o primeiro beijo lésbico da TV brasileira, e muitas outras conquistas, esperamos que os próximos anos sejam ainda mais vitoriosos, e principalmente, que, diminuam os crimes de homofobia”.

A transformista Lorna Washinton deu o tom da homenagem à Rose BomBom e emocionou a plateia cantando Se Todos Fossem Iguais a Você de Tom Jobim enquanto travestis, reverenciando sua história, exibiam um vestido da estrela. A drag queen caricata, que começou sua vida artística como palhaço, escolheu alegrar a luta da comunidade LGBT participando ativamente dos projetos do grupo Arco-Íris. Rose faleceu em casa na última quinta (08) após sofrer infarto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *