16ª PARADA DO ORGULHO LGBT SE VESTE DE BRANCO PEDINDO PAZ

Música eletrônica e ações de cidadania embalam a Parada mais bonita do Brasil 

Pedindo paz, no dia 09 de outubro a orla de Copacabana vai se transformar na praia mais animada do Brasil. A 16ª Parada do Orgulho LGBT Rio – 2011 vai acontecer às 13h, reunindo lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais na festa ao ar livre mais badalada da cidade maravilhosa. A princesinha do mar espera receber heterossexuais, idosos e crianças na luta contra a discriminação ao público mais colorido do mundo.

Serão 15 trios elétricos ocupando a orla de Copacabana, além do Grupo Arco-Íris e Instituto Arco-Íris, organizadores do evento, o Governo do Estado, a Prefeitura, os clubes Cine Ideal e 1140 e da Rádio FM O Dia. Haverá tendas com distribuição de materiais informativos sobre cidadania, incentivo a testagem voluntária do status sorológico do HIV, além de dicas sobre prevenção contra o HIV/Aids, hepatites virais e demais doenças sexualmente transmissíveis. Em uma das tendas, mais uma vez, será oferecida gratuitamente a vacinação contra hepatite B. Serão distribuídas cerca de meio milhão de camisinhas masculinas, incluindo os tamanhos “teen” e “extra”; além de sachês de gel e camisinha feminina. Tudo isso envolto às cores da bandeira de luta do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, realizador do evento.

Serão dez ambulâncias espalhadas pela orla, além do posto médico na Av. Atlântica entre as ruas Figueiredo Magalhães e Santa Clara. Para garantir a segurança de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e simpatizantes haverá 1.180 homens na orla de Copacabana, sendo 350 guardas municipais, 450 policiais militares e, ainda, 380 seguranças particulares.

Neste ano, o lema da Parada é “Somos todos iguais perante a paz – Toda forma de violência deve ser crime” – uma alusão ao Artigo 5º da Constituição Federal, que diz que somos todos iguais perante a lei. “Somente através de um pensamento pacifista é que a gente consegue acabar com todas as desigualdades que existem hoje na sociedade, como a violência, a pobreza e a exclusão. É necessário ter uma compreensão que o combate à homofobia está inserido nesta pauta. Com esse evento a gente traz essa discussão pra sociedade: somos todos iguais perante a paz e toda forma de preconceito deve ser crime”, analisa Julio Moreira, presidente do Grupo Arco-Íris.

O que usar? O Grupo Arco-Íris convida os participantes a vestirem branco no dia 09 de outubro.

Estima-se que mais de um milhão de pessoas ajudarão a levantar a bandeira do arco-íris em busca de respeito, dignidade e união. Esse, que é o terceiro maior evento da cidade (apenas o Réveillon e Carnaval reúnem mais pessoas na orla de Copacabana), terá diversas atividades, que vão desde o discurso de autoridades que falarão da luta contra a homofobia, até as animadas performances de drag queens, transformistas e dançarinos das boates mais badaladas da cidade ao som de muita música eletrônica. Um dos trios vai se destacar pela importância histórica para o país; um deles com os 50 casais homoafetivos que realizaram a união estável em junho de 2011 e outro com organizações de Direitos Humanos como a ONG Viva Rio, as Mães da Cinelândia, Mulheres pela Paz, entre outros.

A Parada apoia a campanha “Mães pela Igualdade”

No trio do Movimento de Direitos Humanos, assim com em outros, estarão presentes várias mães com fotografias gigantes de seus filhos assassinados, vítimas de crimes homofóbicos. A Parada LGBT do Rio de Janeiro apoia este movimento de “Mães pela Igualdade” corajosas e assumidas, que levantam suas vozes contra o ódio e exigem o fim da discriminação e violência no Brasil.

Homenagem

O Grupo Arco-Íris homenageará no primeiro trio o Governador Sérgio Cabral pela proposição da ADPF 132/RJ ao Supremo Tribunal Federal, solicitando o reconhecimento de direitos a casais homoafetivos, que resultou na equiparação pela instância máxima do Judiciário da união civil entre pessoas do mesmo sexo às uniões de casais heterossexuais.

A Senadora Marta Suplicy também receberá homenagem por sua histórica contribuição às conquistas do movimento LGBT e por ser a primeira congressista a propor um projeto de lei que reconhecesse a união estável homoafetiva no Brasil.

Defensoria Pública marca presença

Um ônibus da Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro (DPGERJ) através Núcleo de Defesa da Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivos (NUDIVERSIS) vai estar em frente ao Hotel Windsor, na esquina da Av. Atlântica com a Rua Sá Ferreira, das 10h às 15h, com defensores e advogados emitindo ofícios de gratuidade 2ª via do documento de identidade e orientação jurídica também estarão disponíveis para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

 Para as famílias

stand do Conselho Tutelar estará acolhendo crianças perdidas, num espaço com material educativo e recreação infantil para criançada se distrair e entrar na atmosfera de respeito à diversidade, até a chegada dos responsáveis. Os pais poderão também solicitar pulseiras para identificação para seus filhos.

 Para os internautas

Informações instantâneas serão divulgadas nas mídias sociais. O Arco-Íris vai usar, durante a 16ª Parada do Orgulho LGBT, a hashtag #ParadaLGBTrio. Conecte-se! Siga no Twitter: @grupoarcoirisrj e Facebook: Grupo Arco-Íris Perfil II.

 Achados e Perdidos

 Haverá uma tenda na altura da Rua República do Peru para a disposição de objetos e documentos encontrados. Após o término do evento, tudo será encaminhado ao setor de Achados e Perdidos do Correios.

A organização da Parada orienta que as pessoas fiquem de olho nos seus pertences. O ideal é levar somente a quantia de dinheiro necessária e evitar andar com objetos de valor (joia, celular, câmera, relógio e etc.). E apenas a identidade, se possível, uma cópia autenticada.

As pessoas que perderem os seus documentos poderão registrar o extravio em qualquer delegacia perto da sua casa, não necessariamente no mesmo dia da perda.

 Dicas de Transporte

Para chegar à Parada a organização orienta aos participantes que deem preferência aos transportes públicos, como metrô e ônibus.

Segundo definição da CET-RIO, os ônibus de excursão não poderão entrar e desembarcar pessoas em Copacabana. Deverão estacionar ao entorno do Centro Administrativo da Prefeitura do Rio na Cidade Nova (Teleporto), e os excursionistas irem de metrô até o evento.

 A 16ª Parada do Orgulho LGBT Rio 2011 é uma realização do Grupo Arco-Íris Cidadania LGBT e co-realização do Instituto Arco-Íris com patrocínio Prata do Governo do Estado do Rio de Janeiro através da Superintendência de Direitos Individuais Coletivos e Difusos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos e da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro através da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual. E patrocínio Bronze da Petrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *