18º Prêmio de Direitos Humanos da Presidência da República

Julio Moreira, presidente do Grupo Arco-Íris, recebendo das mãos da Presidenta Dilma Rousseff o Prêmio Direitos Humanos 2012 - na categoria Garantia de Direitos da População LGBT. Um Prêmio dedicado à memória de tod@s as vítimas de lesbofobia, transfobia e homofobia do país.

O GRUPO ARCO-ÍRIS FOI CONTEMPLADO COM O PRÊMIO DIREITOS HUMANOS 2012, DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, NA CATEGORIA GARANTIA DOS DIREITOS DA POPULAÇÃO DE LÉSBICAS, GAYS, BISSEXUAIS, TRAVESTIS E TRANSEXUAIS – LGBT

O Prêmio Direitos Humanos é uma honraria concedida pelo Governo Federal por meio da Secretaria dos Direitos Humanos a pessoas e organizações cujos trabalhos em prol dos Direitos Humanos sejam merecedores de reconhecimento e destaque por toda a sociedade.

Foi criado por decreto presidencial de 8 de setembro de 1995, e todos os anos diversas pessoas e instituições que atuam na causa dos direitos humanos tem seus esforços reconhecidos e homenageados.

A decisão foi tomada a partir de um processo seletivo, que culminou com a decisão da Comissão de Julgamento, no dia 29 de novembro de 2012. O Grupo Arco-Íris recebe o Prêmio por sua atuação marcada pela consciência humanitária que, inevitavelmente, contribui para a ampliação da sensibilidade da sociedade brasileira sobre a necessidade do respeito aos Direitos Humanos.

Em sua 18ª edição, a cerimônia de entrega do Prêmio Direitos Humanos ocorreu em 17 de dezembro de 2012, às 16 horas, no Auditório Wladimir Murtinho do Palácio Itamaraty, em Brasília/DF, com a presença da excelentíssima senhora Presidenta da República Dilma Roussef, que tradicionalmente participa do evento. Cada premiado recebeu um troféu e um certificado assinado pela excelentíssima senhora Presidenta da República.

NOTA OFICIAL DO GRUPO ARCO-ÍRIS SOBRE CARTILHA DE PREVENÇÃO ÀS DST/AIDS

NOTA OFICIAL DO GRUPO ARCO-ÍRIS SOBRE CARTILHA DE PREVENÇÃO ÀS DST/AIDS

Em resposta a matéria veiculada pela TV Record no programa Balanço Geral, em 13 de dezembro, “Cartilha gay causa polêmica em escola no Rio”, o Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT manifesta sua indignação pela distribuição irresponsável de material destinado a locais e públicos específicos.

A campanha “Sexo aqui e agora!!! Você tem camisinha???” possui uma abordagem explícita para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) e do HIV/aids destinada a um público segmentado. É uma resposta aos altos índices de infecção pelo HIV e sua distribuição é feita em locais específicos frequentados por maiores de 18 anos. A estratégia foi elaborada após 16 horas de estudos em abordagem de prevenção e contou com a participação do público alvo, gays e homens bissexuais, e especialistas profissionais da saúde e de comunicação do Rio de Janeiro, além de publicitários do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.  O material foi produzido com apoio do governo Holandês, através da Fundação Schorer.

O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, fundado em maio de 1993, no Rio de Janeiro, é uma organização não governamental que tem por missão atuar como referência na promoção da autoestima e cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros visando à transformação da sociedade em um espaço mais fraterno por meio de ações de desenvolvimento organizacional, gestão do conhecimento, mobilização comunitária e defesa dos direitos humanos, para o exercício da livre orientação sexual e identidade de gênero.

O Grupo reforça ainda que NÃO distribui quaisquer tipos de materiais que não sejam específicos de combate à discriminação e bullying homofóbico em ambiente escolar e em parceria e autorização de sua direção e corpo técnico. A direção do Grupo Arco-Íris lamenta o ocorrido e pede desculpas àqueles que se sentiram ultrajados, ressaltando que como é uma organização de utilidade pública, não possui controle sobre a utilização de seus materiais por terceiros e fora dos objetivos desta Instituição.

A Direção